Notícias e Novidades
Wednesday, 15 May 2019 23:48

Iniciativa de Leci Brandão, Frente sobre Privatizações e Serviços Públicos é lançada na ALESP

Da esquerda para direita, Deputado Sargento Neri, Deputada Leci Brandão, Raquel Marques da bancada ativista Da esquerda para direita, Deputado Sargento Neri, Deputada Leci Brandão, Raquel Marques da bancada ativista Carina Franco

“Minha postura não poderia ser diferente”. Com estas palavras, a deputada Leci Brandão, PCdoB/SP, abriu os trabalhos do ato de lançamento da Frente Parlamentar sobre Privatizações, em Defesa do Patrimônio e dos Serviços Públicos de Qualidade. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira, 15/5, na Assembleia Legislativa de São Paulo. A frente conta com o apoio de 40 parlamentares de 16 partidos. Entre os membros efetivos estão o deputado Sargento Neri, do AVANTE, e a deputada Professora Bebel, do PT, que não pode estar presente para liderar parte das manifestações contra os cortes na educação. O cerimonial foi conduzido por Rozina Conceição, assessora da deputada Leci.

trabalhadores

A frente foi lançada na data em que o Colégio de Líderes da ALESP decidiu por em votação o Projeto de Lei 01/2019 do Governador do Estado, João Dória, que prevê a desestatização de um conjunto de empresas paulistas sem apresentar dados sobre os impactos, necessidades ou benefícios para a população. Entre os parlamentares da ALESP, fala-se de um verdadeiro “cheque em branco” para o Governador. A proposta pretende privatizar a Dersa (Empresa de Desenvolvimento Rodoviário S/A), CPOS (Companhia Paulista de Obras e Seviços), EMPLASA (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S/A), CODASP (Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo), a Imprensa Oficial do Estado e o PRODESP (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

Para a deputada Leci Brandão, é preciso resistir ao desmonte do patrimônio público sob o risco de deixarmos de ter soberania nacional. “Eu prezo pelo diálogo, acho que discutir ideias e ouvir a população, na sua diversidade e nas suas diferenças, sempre é o melhor caminho e não foi isso o que aconteceu em relação a essa proposta”, explicou Leci argumentando sobre a motivação de propor e liderar esta Frente.

O deputado Sargento Neri, um dos membros efetivos da frente, declarou estar ao lado das empresas e dos funcionários. “O meu voto e o da deputada Leci vocês já sabem. Nós somos contra [o PL 1/2019]. Agora, vocês vão ter a oportunidade de ver quem está contra e a favor das empresas e dos funcionários”, disse ao convidar as lideranças presentes a acompanhar a votação do projeto no plenário, o que aconteceria em seguida. A votação não havia terminado até a conclusão desta matéria.

Para Raquel Marques, co-deputada da bancada ativista do PSOL, partido apoiador da Frente, a falta de diálogo com o povo é antidemocrática e prejudica o futuro do povo. “Estamos aqui para falar dessa sanha privatizante que tem por objetivo o desmonte do patrimônio público. Hoje está sendo votado um dos projetos, mas o governador do estado não vai parar neste”, disse ressaltando que não há informações técnicas disponibilizadas pelo governo sobre as desestatizações. Segundo Sâmia, representante do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da EMPLASA (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S/A), uma das empresas listadas pelo projeto, o povo começou a reagir. “Hoje nós vimos uma luz no fim do túnel, uma esperança de vencermos essa maré de retrocessos que estamos vivendo. É motivo de renovar nossas esperanças” disse se referindo às manifestações pelo país contra os cortes de orçamento na educação. “Quem terceiriza planejamento não governa. É governado” concluiu sob aplausos dos presentes e reafirmando a importância da iniciativa da deputada Leci. O presidente do Sintect-SP, Sindicato dos Correios de São Paulo, Divisa, também marcou presença e lembrou que os Correios também estão à venda. “O Bolsonaro também quer privatizar a nossa empresa, uma empresa de 350 anos de excelência em serviços públicos de qualidade. E aqui nós temos o Bolsodória, o filhote do Bolsonaro que também quer entregar o patrimônio do povo de São Paulo. Nós precisamos ficar unidos, precisamos chegar até a praia. Quando estivermos lá, nós vemos nossas diferenças. Mas até chegarmos à praia, é união”, conclamou. Fábio Jabá, presidente do Sindicato do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), fez um alerta em relação à privatização dos presídios. “É muito sério o que está acontecendo no país. É hora de tomar as ruas porque nós estamos à venda”, disse analisando que os empresários são mais vulneráveis que o Estado em caso de uma possível reação contra o crime organizado dentro dos presídios. “Se o Estado, com todo o seu poderio, abaixou a cabeça e fez acordos com o crime em 2006, imagina o empresário?”, alertou Jabá. Para René Vicente dos Santos, presidente da CTB de São Paulo, o governador não trabalha para o povo. “Ele [Dória] trabalha para o LIDE [Grupo de Líderes Empresariais, uma organização que visa fortalecer a chamada livre iniciativa]”, disse René depois de enaltecer as manifestações nacionais de professores e estudantes, “uma verdadeira aula de resistência dos nossos mestres foi dada hoje nas ruas”. Wagner Fajardo, do Sindicato dos Metroviários, foi enfático quanto aos efeitos das privatizações na vida das pessoas. “A privatização não mata só em Mariana e Brumadinho, ela mata quando entregamos a saúde, a educação, a água, ou seja, quando se fala em privatizar serviço público, estão falando de entregar o que o povo construiu com muito esforço e isso mata aos poucos”. José Antônio Faggian, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto, e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) também compôs a mesa do ato.

O evento foi transmitido ao vivo pela página da deputada Leci Brandão no Facebook. Confira acessando o link abaixo!

Lançamento da Frente sobre Privatizações

sindicalistas

Read 186 times Last modified on Sunday, 19 May 2019 23:00

parceria

Seja Bem-Vind@ | Conheça Leci | Propostas | Notícias | Espaço Cultura e Diversidade | Informativos fala Leci | Mais Publicações

Gabinete da Deputada Leci Brandão
Av. Pedro Alvares Cabral, 201, sala 3024, 3º andar
São Paulo - SP - Fone: (11) 3886-6790
Secretaria e agendamento: lecibrandao@al.sp.gov.br
Comunicação e imprensa: deputadalecibrandao@gmail.com
Desenvolvido por MOVIMENTO WEB E ARTES GRÁFICAS E WEBGERAL